Home > newsletter, Notícias > Pneus recolhidos pelo município têm destino ecologicamente correto

Pneus recolhidos pelo município têm destino ecologicamente correto

Com um tempo de degradação indeterminado, os pneus velhos são vistos pelos defensores da natureza como extremamente prejudiciais ao meio ambiente. E argumento para eles é o que não falta. Se queimados sem os devidos cuidados, a borracha elimina diversos gases poluentes no ar; se descartados em locais impróprios, acumulam água e tornam-se ambientes favoráveis à proliferação de mosquitos transmissores de doenças como a dengue.

Atenta à realidade, a Prefeitura de Aracaju tem realizado um intenso trabalho de coleta de pneus por toda a cidade. O resultado da ação pôde ser comprovado na tarde desta segunda-feira, quando o acumulado nos últimos 90 dias foi recolhido por um caminhão com o auxílio de 15 agentes de limpeza. Com capacidade para 20 toneladas, o veículo teve que ser utilizado três vezes, tamanha era a quantidade de pneus.

O montante estava concentrado no ‘Ecoponto´ mantido pela Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) em um galpão situado no bairro Santa Maria. Os pneus agora seguem em direção ao município de Laranjeiras, onde serão incinerados numa fábrica que possui um filtro especial. A peça tem como função principal evitar a poluição do ar. Assim toda a borracha é eliminada sem deixar vestígios e sem prejuízos ao meio ambiente.

A iniciativa tem como parceira a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), que contribui coletando os pneus encontrados durante as forças-tarefa de combate à dengue realizadas por toda a capital. Onde vemos pneus jogados nós recolhemos. São diversos locais de descarte, como borracharias, canais e terrenos baldios, afirma o supervisor de Endemias da SMS, José Roberto Dias.

De acordo com Dias, assim que recolhe o pneu, o agente elimina a água de imediato. Com o pneu já seco, eles ainda aplicam inseticida para garantir a eliminação completa de possíveis focos. A Prefeitura de Aracaju mantém há anos diversos pontos de coleta espalhados pelos bairros da cidade, conhecidos como ecopontos. O objetivo maior é promover a reciclagem e combater a proliferação do mosquito. Mais cinco ecopontos devem ser construídos nos próximos quatro anos.

newsletter, Notícias

..