Arquivo

Archive for junho, 2009

Japonês aposta na Jetbike como solução para o trânsito

Comentários desativados em Japonês aposta na Jetbike como solução para o trânsito

Japonês aposta na Jetbike como solução para o trânsito

Moto voadora criada por designer utilizaria tecnologia híbrida

Ricardo Tadeu

Divulgação

Diretamente dos filmes de ficção científica, apresentamos a Jetbike

O trânsito tem tirado o sono de muita gente. É motivo de estresse para aqueles que devem enfrentá-lo diariamente para ir ao trabalho ou qualquer outra atividade. No entanto, os congestionamentos também têm feito a cabeça de muitos inventores trabalhar na busca de alternatvas. O designer japonês Norio Fujikawa, que desenvolveu o projeto intitulado de JetBike, que consiste em uma motocicleta voadora, é um deles.

Meio moto e meio avião, o veículo tem visual diferenciado. A parte central lembra a carenagem de uma moto, só que sem as rodas, que dão lugar a duas finas e longas asas. Segundo Norio, o projeto ainda se trata de um sonho distante, por não ter patrocínios para torná-lo realidade. No entanto, a JetBike mostra atributos suficientes para se tornar real, a começar pelo sistema de propulsão, que segundo o inventor, tem de ser algo que respeite o meio ambiente, como a tecnologia híbrida, por exemplo. E você, compraria uma motocicleta voadoar para fugir do trânsito? Dê sua opinião.

Divulgação

newsletter, Notícias

Carro voador é o primeiro com asas dobráveis

Comentários desativados em Carro voador é o primeiro com asas dobráveis

Carro voador é o primeiro com asas dobráveis

Veículo cruza 643 km voando com apenas um tanque de gasolina

Simone Coelho

 Divulgação

Terrafugia é o primeiro comprovado a apresentar asas dobráveis

Chegar ao trabalho voando parece não ser apenas um desenho dos Jetsons, já que vários projetos de carros voadores têm aparecido ultimamente. Terrafuga Trasition, porém, é um veículo diferente. É o primeiro carro voador comprovado a apresentar asas dobráveis. O dono pode guardar seu veículo com segurança na garagem e depois escolher se prefere voar ou enfrentar as estradas.

Além de rápido, o carro também é econômico. Ele é capaz de voar 643 quilômetros com apenas um tanque de gasolina. Os pilotos que testaram o automóvel garantem que a experiência é agradável, e que a possibilidade de escolha entre estrada e vôo é ainda mais animadora. No entanto, este veículo não virou realidade para todos. Para pilotá-lo o condutor tem que possuir brevê e pagar o valor de £139,000 (cerca de R$448.376).

 Divulgação

O condutor desse veículo precisa possuir brevê e pagar cerca de R$448.276

 Divulgação

O veículo é tão rápido que gasta apenas um tanque para fazer 643 km

newsletter, Notícias

Coletivo roda na terra e no mar e pretende aposentar as balsas ao redor do mundo

Comentários desativados em Coletivo roda na terra e no mar e pretende aposentar as balsas ao redor do mundo

Amphibus é ônibus anfíbio

Coletivo roda na terra e no mar e pretende aposentar as balsas ao redor do mundo

Ricardo Tadeu

Amphicoach

Amphibus atinge 20 km/h no mar com motor de até 300 cv movido a diesel

Leia mais

É impossível olhar para o Amphibus e não lembrar das enchentes que vem assolando as grandes cidades brasileiras. A maioria das pessoas deve pensar: “talvez ele fosse a solução para as ruas alagadas”. Pois é, a montadora Amphicoach também pensa dessa forma e quer mandar seu produto para grande parte do mundo. Mas além de resolver as enchentes, ele também tem o propósito de aposentar as famosas balsas que fazem o translado em pequenos braços do mar para travessia de pessoas entre cidades.

O Amphibus traz atributos necessários para rodar tanto na terra quanto no mar. Segundo a montadora, ele atende todas as normas impostas pela União Européia para poder rodar nestes dois ambientes. Equipado com motor de potência entre 250 cv e 300 cv, o coletivo traz os mesmos requintes que um transporte de luxo. Transporta mais de 50 pessoas sentadas, com direito a telas de cristal líquido e sistemas de DVD-player.

Amphicoach

Empresa quer utilizar coletivo anfíbio para substituir balsas que fazem pequenas travessias entre cidades

O motorista conta com itens sofisticados como freios a disco com ABS, além de navegador GPS e piloto automático. Na rodovia, o Amphibus chega aos 112 km/h, enquanto na água, a velocidade é reduzida para 20 km/h. A Amphicoach pretende divulgar o projeto agora em busca de investidores para que os primeiros modelos entrem em produção.

Amphicoach

Modelo traz os mesmos requintes de um ônibus convencional, como ar-condicionado e DVD-player para passageiros

newsletter, Notícias

Sempre que retirarmos um pneu, por estar furado ou por outro motivo que não seja a troca por desgaste, devemos fazer alinhamento e balanceamento?

Comentários desativados em Sempre que retirarmos um pneu, por estar furado ou por outro motivo que não seja a troca por desgaste, devemos fazer alinhamento e balanceamento?

Sempre que retirarmos um pneu, por estar furado ou por outro motivo que não seja a troca por desgaste, devemos fazer alinhamento e balanceamento?
– Gilberto Santos, Rio de Janeiro

A substituição de um pneu por causa de um furo, por exemplo, não exige novo balanceamento e muito menos alinhamento. O balanceamento deve ser realizado sempre que se perceber alguma trepidação no volante ou a cada 5 mil quilômetros. O alinhamento deve ser realizado sempre que o motorista sentir que o veículo está com um comportamento inadequado, ou seja, puxando para um dos lados ou a cada 10 mil quilômetros.

Foto: Divulgação

Rodízios 1, 1A, 2 e 2A, respectivamente (Foto: Divulgação)

newsletter, Notícias

Pneus maiores que o recomendado pelo fabricante podem causar danos ao veiculo? Quais?

Comentários desativados em Pneus maiores que o recomendado pelo fabricante podem causar danos ao veiculo? Quais?

Pneus maiores que o recomendado pelo fabricante podem causar danos ao veiculo? Quais?
– Valter Barreto, Salvador

Em todos os carros o manual do proprietário considera algumas opções com medidas diferentes. Não são muito distintas, mas na hipótese de fazer alguma alteração é bom consultar o manual. Alguns veículos têm versões com características diferentes que acabam exigindo pneus diferentes, um bom exemplo são as versões esportivas. No caso de se colocar um pneu maior, considera-se que será mais largo e mais alto que o anterior. Essa troca vai provocar mudanças no carro sim, algumas sutis, como o consumo de combustível. A aferição do velocímetro e hodômetro também serão alteradas, pois o pneu novo terá medidas diferentes que irão comprometer a aferição original do automóvel. Caso a alteração na medida seja excessiva, podem ocorrer interferências na estrutura do veículo. Os componentes da suspensão também podem ter a vida útil encurtada, se forem submetidos a esforço diferente do projeto em razão de um pneu muito diferente do tamanho original.

newsletter, Notícias

Pirelli reduz pneu para transporte de passageiros

Comentários desativados em Pirelli reduz pneu para transporte de passageiros

07 de Junho de 2009
Pirelli reduz pneu para transporte de passageiros
Pirelli Pneus

A fabricante de pneus Pirelli está lançando no mercado latinoamericano uma nova linha para veículos de transporte rodoviário na medida 275/70R 22.5 na linha FR85 e o MC85, destinada a veículos para o transporte urbano e intermunicipal.

Segundo a empresa, a nova medida traz como novidade a redução de 6% no raio do pneu, o equivalente a seis centímetros. A altura menor proporciona maior acessibilidade e agilidade em grandes centros urbanos e maior estabilidade em trajetos rodoviários de média severidade.

A nova medida 275/70R 22.5 aplicada à linha FR85 para caminhões de uso urbano e rodoviário permite acesso mais fácil a locais com limitação de altura, como pontes e viadutos, maior capacidade para cargas de grande volume e baixa densidade, como a linha branca, pois a redução de altura possibilita a utilização de baús mais altos, proporcionado ganho volumétrico e mantendo a acessibilidade. A redução de altura traz outros benefícios, como, por exemplo, facilidade na operação de carga e descarga de produtos para caminhões de entregas, trazendo um ganho de eficiência neste tipo de aplicação. Por causa do centro de gravidade posicionado mais abaixo em relação ao tradicional, a medida 275/70R 22.5 também oferece melhor estabilidade.

Na linha radial MC85, destinada a eixos direcionais e trativos de transporte urbano e intermunicipal, a altura reduzida traz benefícios como maior acessibilidade para os usuários do transporte público, em especial crianças, idosos e deficientes físicos.

newsletter, Notícias