Arquivo

Archive for maio, 2009

Inadimplência é problema para indústria

Comentários desativados em Inadimplência é problema para indústria

Valor Online

12/05/2009 08:53

SÃO PAULO – A falta de demanda e a inadimplência de clientes passaram a integrar o grupo dos principais problemas apontados por industriais paulistas atualmente. A Sondagem Industrial do primeiro trimestre feita pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) mostra que 63,7% dos empresários consultados apontavam a falta de demanda como um problema.

No quarto trimestre de 2008, essa fatia foi de 54%. Um ano antes, a demanda fraca foi citada por apenas 22,5% dos entrevistados. A questão só perdeu nesta última edição para a carga tributária, tema recorrente entre os empresários, que voltou a ser citado por 67,9% da amostra.

Em seguida, aparecem a competição acirrada de mercado (44,2%) e a taxa de juros elevada. Sobre esse último problema, aliás, diminuiu o percentual de respondentes em relação ao último trimestre de 2008, quando 33,6% reclamavam dos juros. Agora, 26,8% dos empresários ainda apontam o custo do dinheiro como problema.

A inadimplência de clientes, que no primeiro trimestre do ano passado era citada por 7,6% dos industriais, é mencionada agora por 23,7% dos entrevistados. É o quinto maior problema enfrentado e vem progredindo rapidamente, pois, no trimestre final de 2008, essa questão era citada por 14,6% do total.

O estudo releva ainda que piorou a avaliação dos empresários em relação às condições de acesso a crédito. O índice que mede esse quesito ficou em 29,5 pontos na última pesquisa, em uma escala de 0 a 100, em que números inferiores a 50 pontos são negativos e pontuações acima disso mostram avaliação positiva. No trimestre imediatamente anterior, essa questão havia registrado 30,4 pontos sendo que, no primeiro trimestre de 2008, o assunto estava praticamente em equilíbrio, em 49,7 pontos.

O problema é maior entre as médias empresas, grupo em que o assunto ficou em 27,8 pontos, não só pior do que o desempenho do quarto trimestre (28 pontos), mas também mais negativo do que o sinal apontado entre grandes (28,9 pontos) e pequenas (32,2 pontos) na sondagem mais recente.

(Bianca Ribeiro | Valor Online)

newsletter, Notícias

Reunião da categoria SINDIPNEUS 12/06/2009 ALMOÇO

Comentários desativados em Reunião da categoria SINDIPNEUS 12/06/2009 ALMOÇO

Às
Empresas de Recauchutagem
NESTA

Prezado(s) Senhor(es),

Vimos solicitar o comparecimento de V. Sa. na Reunião/Almôço, do dia 12 de maio de 2009(Terça-Feira),  no salão aberto da cobertura  do Edifício Casa da Indústria/FIEC, 6º andar, sito à Av. Barão de Studart, 1980 – Aldeota, de 13:00 horas às 15:00 horas.

Pauta: Crise atual do setor e seus desdobramento no setor de transporte.

Na certeza do apoio de V. Sa., renovamos votos de estima e consideração.

Cordialmente,
MARCOS V. DE OLIVEIRA

newsletter, Notícias

DEVAGAR COM O ANDOR…

Comentários desativados em DEVAGAR COM O ANDOR…

DEVAGAR COM O ANDOR…

A ata do Copom trouxe um tom de cautela. Cautela com o excesso de euforia ao redor da velocidade de retomada da atividade econômica. De fato, os últimos indicadores de atividade trouxeram sinais de melhora, mas ainda assim o cenário mais provável aponta para uma recuperação da economia doméstica em ritmo lento e gradual, abrindo espaço para a continuidade do ciclo de flexibilização da política monetária.

Frente à magnitude do ajuste que a economia local sofreu nos últimos meses e às incertezas que ainda permanecem no cenário internacional, o Banco Central não acredita que a ociosidade dos fatores de produção da economia doméstica será eliminada rapidamente. Sendo assim, permanece benigno o cenário inflacionário para 2009 e 2010.

Os indicadores de atividade econômica, especialmente as pesquisas qualitativas, de fato, vêm sinalizando uma melhora na margem. Mas os dados mais estruturais, especialmente ligados a investimentos, sugerem certa cautela.

Na abertura da produção industrial, por exemplo, o único grupo que ainda não deu nenhum sinal de retomada foi justamente o setor de bens de capital, que reflete a disposição do empresário em aumentar sua capacidade de produção. Enquanto a indústria geral recuou 20% no último trimestre de 2008 e recuperou 5% no primeiro trimestre deste ano, o setor de bens de capital recuou 27% no final do ano passado e mais 8% no início deste ano, acumulando queda de 33% desde o início da crise.

Para abril, os indicadores antecedentes sinalizam mais um mês de crescimento muito modesto na indústria, o que reforça o tom de cautela do Copom com as expectativas ao redor do ritmo de retomada da atividade econômica. Neste contexto, sustentamos nossa expectativa de novos cortes da taxa de juros nas próximas reuniões do Copom até atingirmos uma Selic de 8,75% aa.

Maristella Ansanelli
Flávio Mendes

newsletter, Notícias

Agência 141 SoHo Square cria novo filme para Vipal sobre reforma de pneus

Comentários desativados em Agência 141 SoHo Square cria novo filme para Vipal sobre reforma de pneus

Agência 141 SoHo Square cria novo filme para Vipal sobre reforma de pneus

Redação Portal IMPRENSA

A 141 SoHo Square colocará no ar nos próximos dias um novo filme para Borrachas Vipal. Com o título “Reforme o Velho”, o trabalho mostrará os benefícios da reforma de pneus, detalhando o minucioso processo que resulta num produto com a mesma segurança e desempenho de um novo.

Embalado por um jingle, o filme, que terá veiculação nacional em TV aberta, é composto por cenas de reformadores em pleno processo de trato do pneu, com o objetivo de aproximar ainda mais a empresa do público e ampliar seu entendimento sobre os aspectos ecológicos e sócio-econômicos do restauro de pneus.

Diferentemente do que muitos imaginam, a reforma de pneus não é um negócio de países em desenvolvimento. As principais nações do mundo investem cada vez mais no segmento por conta da economia proporcionada pela reforma de pneus à atividade de transporte e ao perfil ecológico da atividade. Reformar pneus é preservar o meio ambiente, uma que evita que os cerca de 2 milhões de pneus produzidos diariamente sejam descartados indevidamente na natureza. Não há outra alternativa para que esses pneus não se tornem um passivo ambiental.

A criação é Luiz Toledo, Luiz Musa, Thiago Zanatta e Elias Vicentim, sob a Direção Geral de Criação de Toledo. A produção é da Like Filmes, com direção de cena de Marcelo Nepomuceno.

newsletter, Notícias

Goodyear suprimiu 3.800 empregos em todo mundo no 1o. trimestre

Comentários desativados em Goodyear suprimiu 3.800 empregos em todo mundo no 1o. trimestre

Da France Presse

WASHINGTON, EUA, 29 Abr 2009 (AFP) – O fabricante americano de pneus Goodyear Tire and Rubber anunciou nesta quarta-feira ter suprimido 3.800 postos de trabalho em todo o mundo durante o primeiro trimestre do ano, dentro de seu programa de reduçao de efetivos anunciado em fevereiro.

Ao mesmo tempo, a empresa informou que nesse período registrou uma perda líquida de 333 milhões de dólares, uma cifra esperada pelo el mercado, contra um lucro líquido de 147 milhões de dólares registrado no ano passado.

newsletter, Notícias

Wal-Mart inaugura primeira loja ecoeficiente em São Paulo


Hipermercado, localizado no bairro do Morumbi, tem energia solar, equipamentos de material reciclado, reuso de água e descarga a vácuo nos banheiros.

A primeira loja ecoeficiente da rede Wal-Mart em São Paulo abrirá suas portas aos consumidores no próximo dia 28, no Morumbi. Segundo hipermercado da rede no Brasil a adotar mais de 60 iniciativas sustentáveis – o primeiro foi inaugurado no ano passado, no Rio de Janeiro – o Wal-Mart Morumbi terá gestão ambientalmente responsável de resíduos sólidos, energia e água, além do uso de materiais reciclados ou de origem certificada, áreas verdes, vagas especiais no estacionamento e treinamento de pessoal para a sustentabilidade. Todo o processo de construção da loja obedeceu a regras de respeito ao meio-ambiente.

“Desde 2005, testamos e introduzimos mudanças em nossas unidades que contribuem para o meio ambiente. Muitas já são permanentes e estão implementadas em várias de nossas lojas. Na loja do Morumbi, ampliamos essas iniciativas, totalizando 62 inovações. É a primeira loja em São Paulo a contemplar tantas mudanças relacionadas à sustentabilidade”, diz Héctor Núñez, presidente do Wal-Mart Brasil.

A loja deve consumir 25% menos energia e 40% menos água. Para isso, foram desenvolvidas iniciativas como a iluminação com lâmpadas LED no estacionamento, fluorescente modelo T5 na área de vendas e o aproveitamento da luz natural, a reutilização de água de chuva no sistema de irrigação e a implementação de descarga a vácuo nos banheiros. “A inauguração do Wal-Mart Morumbi reforça o compromisso da rede varejista com a sustentabilidade e marca o início de uma nova fase: a partir de agora, todos os novos hipermercados Wal-Mart construídos no Brasil serão ecoeficientes”, declara Núñez.

Resíduos Sólidos

A gestão ambientalmente responsável de resíduos sólidos vem sendo aplicada na loja desde que o prédio começou a ser construído. Os operários que trabalharam na obra receberam orientação sobre o descarte de materiais e tinham à disposição estações de coleta seletiva para papel, vidro, plástico e metal. Os tapumes utilizados na construção, fabricados a partir de materiais reciclados, foram destinados à reutilização em outras obras.

Depois que a loja for inaugurada, os consumidores poderão depositar seu lixo doméstico na estação de reciclagem desenvolvida em parceria com a Coca-Cola, que, além de contêineres para o descarte de metal, vidro, papel e plástico, inclui coletores de garrafas de vidro, pilhas e baterias. As garrafas poderão ser depositadas no coletor disponibilizado em parceria com a DIAGEO – fabricante de bebidas como Smirnoff e Johnnie Walker – e as pilhas e baterias serão recolhidas no coletor implementado pelo Wal-Mart em conjunto com a Motorola. Os funcionários da loja também farão o descarte apropriado de resíduos sólidos da própria unidade, tema sobre o qual receberam intenso treinamento.

Energia

A eficiência no consumo de energia é um dos principais objetivos da loja do Morumbi. Externamente, o poste de luz da entrada do estacionamento é alimentado por uma placa de energia fotovoltaica, que converte a radiação solar em energia elétrica, economizando de 50 kWh por mês, equivalente ao que uma família de quatro pessoas consome durante uma semana. Na área interna, a intensidade da iluminação no salão de vendas foi reduzida em 7%, de acordo com as normas nacionais e sem prejuízo à visibilidade. Neste ambiente, e também nas áreas administrativas, foram utilizadas as lâmpadas fluorescentes T5 (economia de 27 kWh por lâmpada), mais eficientes no consumo de energia e desenvolvidas em parceria com a Philips, que teve início em meados do ano 2000. Cada lâmpada consome metade da energia de uma fluorescente convencional (110W) e, ao longo de um ano, a economia de energia de uma única lâmpada é suficiente para abastecer 65 casas com 4 pessoas por um dia.

No teto do salão de vendas, claraboias maximizam a utilização da luz natural, medida que, em conjunto com a dimerização da iluminação artificial (controle da intensidade, conforme a quantidade de iluminação natural disponível), contribui para a redução no consumo de energia. Nos estacionamentos, foram adotadas as lâmpadas LED, que duram mais e consomem até 50% menos energia que as lâmpadas fluorescentes convencionais e foram desenvolvidas em parceria com a Stillux, empresa nacional. As medidas de eficiência energética incluem ainda lâmpadas LED nos refrigeradores com porta (economia de 10,75 kWh/mês) e o Sistema de Gerenciamento de Energia, pelo qual são monitorados e controlados o sistema elétrico da loja e as cargas de ar condicionado, refrigeração e iluminação (o sistema determina como e quando os equipamentos devem ser acionados).

Já o sistema de refrigeração trabalha com gases e fluidos que não agridem a camada de ozônio e não contribuem para o aquecimento global. Além disso, o calor gerado pelos motores é reaproveitado para pré-aquecer a água utilizada nos laboratórios (áreas em que são preparados carnes e frios), evitando, assim, o uso de 300kg de gás (GLP) ao mês. Nas câmaras frigoríficas, as portas de correr têm fechamento automático, o que ajuda a evitar a perda de frio para o ambiente externo.

Água

A eficiência no uso da água também é um diferencial no Wal-Mart Morumbi. Os mictórios não terão descargas de água, pois possuem um sistema a seco para destinação dos dejetos (um mictório tradicional utiliza 3,5 litros por descarga acionada). Os vasos sanitários contarão com descargas a vácuo, semelhantes às usadas em aeronaves, que reduzem o volume de água por descarga, o qual varia entre 0,8 e 1,5 litro (em vasos comuns, o volume utilizado pode variar entre 6 e 15 litros).

O sistema de irrigação das áreas verdes da loja utilizará água da chuva tratada e os lavabos contarão com torneiras de fechamento automático, sistema que economizará mensalmente cerca de mil litros de água por torneira, considerando-se que cada uma seja acionada cem vezes ao dia. As torneiras também possuem aeradores (dispositivo que mistura ar na água) e reguladores de vazão (que limitam o volume de água por acionamento) para contribuir para diminuição do consumo da água, um dos recursos naturais cuja escassez é vista como iminente pelos ambientalistas. Os chuveiros dos vestiários também terão fechamento automático.

Materiais

Os materiais utilizados na construção do prédio também seguem a orientação da ecoeficiência. No revestimento das paredes da peixaria, foram utilizadas pastilhas de vidro com conteúdo reciclado. O piso de toda a loja é de concreto exposto, sem necessidade de revestimento, feito com cimento CPIII, que possui conteúdo reciclado em sua composição.  Este cimento foi utilizado para outros itens da obra, em conjunto com aço também fabricado a partir de conteúdo reciclado.

As portas internas foram fabricadas com plástico reciclado (ABS e PEAD) e os painéis de comunicação visual possuem 60% de material reciclado em sua composição.  A madeira utilizada para a fabricação do mobiliário, por sua vez, tem origem certificada.
Nas calçadas, a pavimentação utilizou pneus triturados em sua composição, o que aumenta a sua durabilidade, além de dar um destino a este tipo de material. Na área externa, foram adotadas algumas medidas para a redução da absorção de calor dentro da loja: uma ‘parede verde’ que será coberta por tumbérgia (espécie de trepadeira) na fachada principal, o uso de películas refletivas nos vidros e blocos de isopor (EPS) na composição de uma das paredes laterais. Reduzindo a absorção de calor, estas medidas reduzem também a necessidade do uso de ar condicionado. Além disso, as paredes externas da loja foram pintadas em cores claras – e com tintas à base de água –, por isso refletem melhor o calor externo, colaborando também para a manutenção da temperatura e a redução no consumo de energia pelos aparelhos de ar condicionado.

Áreas Verdes e Estacionamento

No entorno da loja Wal-Mart no Morumbi, foram mantidas durante a construção 16 árvores (ficos e resedás) e plantadas outras 21 (ipês e jerivás). No estacionamento, há vagas para carros flex (19), gestantes (21), carona solidária (10) e bicicletas (10).

Pessoal

Todos os funcionários da loja Wal-Mart no Morumbi receberam treinamento sobre práticas de sustentabilidade, que incluiu orientações para a gestão adequada dos resíduos sólidos – inclusive quanto às exigências junto aos fornecedores responsáveis pela coleta e pela destinação final do lixo – e mobilização para o engajamento social e ambiental. Os funcionários estão aptos a informar o cliente sobre as iniciativas em visitas monitoradas à loja.

Sacolas

A exemplo das outras lojas da rede, o Wal-Mart Morumbi incentivará o uso das sacolas retornáveis e a redução do consumo de sacolas plásticas. Para isso, haverá ampla exposição na loja das sacolas retornáveis e de informações sobre os impactos do plástico no meio ambiente. O uso das sacolas retornáveis será incentivado também nos caixas, que terão “puxa-sacos” para acondicionar as sacolas plásticas, em medida para desestimular o consumidor a embalar suas compras com muitas sacolas. Todas as ações referentes às sacolas plásticas visam atingir a meta de redução de 50% do uso de plástico em todas as lojas da rede até 2013.

Produtos

A preocupação com a sustentabilidade está também nas gôndolas, onde os produtos de marca própria do Wal-Mart trazem diferenciais de responsabilidade sócio-ambiental. São exemplos o cobertor de PET reciclado, produtos cujas embalagens são confeccionadas com 50% de PET reciclado, embalagens que possuem a certificação do FSC (Forest Stewardship Council) e embalagens reduzidas, bem como os mais de 1,5 mil produtos orgânicos comercializados pela rede.

Responsabilidade Social

A nova loja do Morumbi, como as demais lojas Wal-Mart, integra os programas Dia na Comunidade, Wal-Mart Boas Ações e Banco de Alimentos, este último realizado em parceria com o programa Mesa Brasil, do SESC SP. Além disso, o Instituto Wal-Mart apoia dois projetos sociais da comunidade próxima à loja: o projeto Casa do Zezinho, que atua na profissionalização de jovens, e o Aldeia do Futuro, que apoia um grupo produtivo de mulheres. O objetivo do Instituto Wal-Mart é promover o autodesenvolvimento para as pessoas viverem melhor.
Abaixo estão listadas as principais iniciativas sustentáveis estabelecidas internacionalmente pela Rede e implementadas pelo Wal-Mart na loja do Morumbi:
SISTEMAS DE ENERGIA RENOVÁVEL

ENERGIA SOLAR (O POSTE NA ENTRADA DO ESTACIONAMENTO POSSUI PLACAS FOTOVOLTAiCAS)

EFICIÊNCIA EM ENERGIA

DIMERIZAÇÃO NO SALÃO DE VENDAS

USO DE LÂMPADAS T5 NAS ÁREAS ADMINISTRATIVAS

USO DE LÂMPADAS LED NO ESTACIONAMENTO COBERTO

USO DE LÂMPADAS T5 NO SALÃO DE VENDAS

REDUÇÃO DA QUANTIDADE DE LUX NO SALÃO DE VENDAS EM 7% (750 LUX)

USO DE LÂMPADAS LED NOS LETREIROS WAL MART

USO DE LÂMPADAS LED NOS BALCÕES REFRIGERADOS COM PORTA

SISTEMA DE GESTÃO DE ENERGIA

COMISSIONAMENTO DOS SISTEMAS DE ENERGIA

SISTEMAS DE REFRIGERAÇÃO E AR CONDICIONADO

PAINÉIS DAS CÂMARAS FRIAS QUE UTILIZAM ESPUMA PARA ISOLAMENTO TÉRMICO QUE NÃO EMITE GASES QUE DESTROEM A CAMADA DE OZÔNIO

PORTAS DESLIZANTES NA CAMÂRAS FRIAS

RACK HOUSE COM RECUPERADOR DE CALOR

ROOFTOPS MAIS EFICIENTES

USO DE FLUIDO SECUNDÁRIO PARA O SISTEMA DE REFRIGERAÇÃO (PROPILENO GLICOL PARA O SISTEMA DE REFRIGERADOS E TYFOXIT PARA O SISTEMA DE CONGELADOS)

USO DE CHILLER A ÁGUA PARA AR CONDICIONADO DAS ÁREAS ADMINISTRATIVAS

USO DE GÁS ECOLÓGICO NO RACK HOUSE (R507A)

REDUÇÃO DE ESPAÇO DOS REFRIGERADORES, CAMÂRAS FRIAS E DAS ÁREAS DE PREPARO

SELEÇÃO DE MATERIAIS ORGÂNICOS E | OU RECICLADOS

USO DE MADEIRA CERTIFICADA NO MOBILIÁRIO DA LOJA E DA ÁREA ADMINISTRATIVA

USO DE TINTAS A BASE DE ÁGUA

COMUNICAÇÃO VISUAL EM MATERIAL COM CONTEÚDO RECICLADO

PORTAS FLEXÍVEIS COM PLÁSTICO RECICLADO

PASTILHAS DE VIDRO COM CONTEÚDO RECICLADO

AÇO COM CONTEÚDO RECICLADO

USO DE CIMENTO CPIII

PISO DE CONCRETO EXPOSTO, SELADO

REVESTIMENTO ASFÁLTICO COM PNEU TRITURADO EM SUA COMPOSIÇÃO

GESTÃO DA ÁGUA DE CHUVA

TANQUE DE RETARDO PARA A ÁGUA DA CHUVA

TANQUE DE ACUMULAÇÃO PARA REUSO DE ÁGUA

CONSERVAÇÃO DA ÁGUA

REUSO DA ÁGUA DE CHUVA NO SISTEMA DE IRRIGAÇÃO

TORNEIRAS TIPO PRESSMATIC

AERADORES E RESTRITORES DE VAZÃO DOS EQUIPAMENTOS

MICTÓRIOS A SECO

BACIAS A VÁCUO

CHUVEIROS AUTOMÁTICOS, TIPO PRESSMATIC

SISTEMA DE IRRIGAÇÃO

GESTÃO DOS RESÍDUOS E RECICLAGEM

GESTÃO DE RESÍDUOS DURANTE A OBRA

USO DE MATERIAIS RECICLÁVEIS OU RECICLADOS EM OBRA, COMO OS TAPUMES DE METAL, OSB, ETC.

USO DE MADEIRA CERTIFICADA PARA AS ATIVIDADES DE CONSTRUÇÃO

ESTAÇÃO DE RECICLAGEM PARA OS CLIENTES

CENTRAL DE RESÍDUOS PARA A OPERAÇÃO DA LOJA

PAISAGEM

RECUPERAÇÃO DE TERRENO CONTAMINADO

MANUTENÇÃO DAS ÁRVORES EXISTENTES NO TERRENO

REPLANTIO DAS ÁRVORES EXISTENTES NO TERRENO

PAISAGISMO COM PLANTAS NATIVAS E/OU ADAPTADAS

PAISAGISMO COM ÁRVORES ADULTAS PARA REDUZIR ILHAS DE CALOR

VAGAS ESPECIAIS PARA CARONA SOLIDÁRIA

VAGAS ESPECIAIS PARA BICICLETAS

VAGAS ESPECIAIS PARA CARROS FLEX

VAGAS ESPECIAIS PARA GRÁVIDAS

EFICIÊNCIA DA EDIFICAÇÃO

PAREDE VERDE

USO DE VIDRO COM PELÍCULA REFLETIVA NAS FACHADAS

USO DE CLARABOIAS NO SALÃO DE VENDAS PARA APROVEITAMENTO DA ILUMINAÇÃO NATURAL

USO DE BLOCO DE EPS

PAREDES CLARAS

TREINAMENTO E EDUCAÇÃO

TREINAMENTO DAS EQUIPES DE LOJA

VISITAS GUIADAS PARA OS CLIENTES (AGENDADAS PREVIAMENTE)

COMUNICAÇÃO VISUAL SOBRE AS INICITAIVAS DE SUSTENTABILIDADE DAS LOJAS

(Envolverde/Assessoria)

newsletter, Notícias