A necessidade de prestação de serviços pelos sindicatos Publicado em

jose_itamar* Por José Itamar Pereira de Matos
Gerente do Núcleo de Apoio Sindical e Trabalhista (NUST/FIEC)

Muitas têm sido as reclamações das empresas durante o período de cobrança da Contribuição Sindical, sob a alegativa de falta de prestação de serviços pela entidade beneficiária dessa cobrança.

A visão contrária dessa situação seria a criação de serviço de consultoria judicial nas áreas Trabalhista, Tributária e de Meio Ambiente, que neste último caso poderia ser oferecida em parceria com o Núcleo de Meio Ambiente – NUMA, pela alta qualificação de sua Gerência e da Assessoria Jurídica na especialização.

Também, importante se ressaltar a gravidade da constituição de passivos judiciais que tornam-se extremamente onerosos em função da variável tempo.

Na área trabalhista, há um especial instrumento de solução conciliada dos conflitos trabalhistas, porém, infelizmente rejeitada por empresários e trabalhadores que é a Conciliação Prévia, quando as demandas têm um longo período de duração, o que muito eleva o pagamento do principal.

A Comissão de Conciliação Previa do setor de Bebidas tem excelentes instalações físicas e poderia, em seu espaço, agasalhar outras que tiveram relativo sucesso em um passado remoto, como as dos setores de Panificação e de Laticínios, sendo importante alinhar a sugestão como mais uma prestação de serviços em favor da categoria representada por cada Sindicato.

A Justiça do Trabalho, embora tenha se tornado mais ágil, ainda deixa a desejar, especialmente quando a demanda envolve matéria de solução urgente.