ONG Risonhos: voluntários participam da “Palhaceata 2013”

Bom humor, otimismo, carinho e atenção são os “remédios” que a ONG Risonhos entrega, nos fins de semana, para crianças, homens e mulheres internados no Hospital Infantil Albert Sabin (HIAS), Instituto José Frota (IJF) e Abrigo para Idosos de Fortaleza. Em março, os voluntários da ONG resolveu ir pra rua, literalmente: a Risonhos percorreu a Av. Beira Mar para promover a cultura de paz na “Palhaceata 2013” – iniciativa da ONG Paz Sem Fronteiras, realizada desde 2006.

“Participamos junto com atores e público, que também se vestiu de palhaço para celebrar. A Palhaceata foi se multiplicando ao longo dos anos e hoje é realizada no Ceará, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, além de Paris e Praga”, informa Guilherme Muchale, do INDI, voluntário da Risonhos juntamente com os também ‘palhaços’ Diego Renan Cavalcante (INDI) e Gláuber Bezerra (TI).

Criada em janeiro de 2008 como Projetos Vagalumes Ceará, a ONG conta com 30 voluntários e atua na humanização do atendimento de instituições hospitalares e de longa permanência, com foco na infância e na terceira idade, utilizando a figura lúdica do palhaço.

“A imaginação, o bom humor e o otimismo são três coisas essenciais para fortificar a resiliência não só de crianças e idosos institucionalizados, mas também da equipe que trabalha nessas instituições e acompanhantes de pacientes. Assim, essas pessoas ganham qualidade de vida, diminuição dos riscos de traumas psicológicos decorrentes das internações, entre outros”, explica Guilherme.

Além das visitas, a RiSonhos também faz campanhas de arrecadação. A ONG está realizando, atualmente, um treinamento de novos voluntários, cuja inscrição foi um litro de água mineral, a ser doado para famílias do interior do Estado. Segundo Guilherme, foram mais de 80 pessoas no primeiro dia de treinamento e arrecadados mais de 300 litros de água.

TREINAMENTO – Na ONG RiSonhos, a primeira fase de treinamento de novos voluntários – incluindo capacitação teórica e prática – foi iniciado no dia 21 de abril, prosseguindo até junho. “Após essa etapa, temos o segundo passo chamado ‘Risidência’, cujo período de duração deve acontecer até outubro”, explica Guilherme.

Para ser voluntário, basta residir na região metropolitana de Fortaleza e completar 17 anos até 31 de dezembro de 2013. Se for estrangeiro, é necessário falar português fluentemente. Guilherme lembra que os voluntários atuam tanto em hospitais e abrigo, como também na parte administrativa da própria organização, nos núcleos de Atos, Treinamento, Comunicação, Financeiro, Jurídico e de Captação e Planejamento.

Mais informações:

contato@risonhos.org

Site: www.risonhos.org

Blog: www.risonhos.org/blog

Twitter: @Risonhos

Vídeo: photo.php?v=220436788009285&set=vb.240762239268271&type=3&theater

 

SAIBA MAIS

A resiliência é o que define a capacidade do ser humano em reagir bem a obstáculos e dificuldades que a vida impõe.

Os comentários estão encerrados.

Print This Post Print This Post